Definindo o valor do presente do seu amigo secreto

Meu amigo secreto chegou na festa sem saber distinguir esperança reconfortante de desesperança grave. Essas festas de fim de ano às vezes podem ser meio agridoces, né.

Logo que entrou, procurou com quem conversar, e não foi difícil encontrar alguém. Mesmo com menos de um ano de casa, sua chegada havia sido largamente aguardada – apesar de rumores nada otimistas sobre sua performance.

mcfly Não, meu amigo secreto não é o Marty McFly voando de hoverboard.

Sua presença causou frisson desde o início: um temperamento determinado e nem sempre simpático, muito genioso mas também muito sagaz e cheio de força. Com o tempo, mostrou ainda mais nuances (porém mais tendenciosas para o lado negro).

vader-jerk Não, meu amigo secreto também não é o aterrorizante Darth Vader.

Por diversas vezes, seu comportamento foi volúvel e desrespeitoso – especialmente porque passou uma temporada na Europa. Trouxe discórdia, medo e mágoa. No entanto, foi nesse meio tempo que chorou a perda de muitos que o acompanhavam de perto, dia após dia. E com esses também subiu no mesmo barco: se solidarizou e compartilhou o luto.

FRANCE-ATTACKS-PARIS-LOGO Mas não, meu amigo secreto não são os terroristas que atacaram Paris ou algum dos refugiados que cruzaram os mares.

Já deu pra perceber que sua presença foi qualquer coisa, menos “decorativa”. Na verdade, foi muita coisa: não dá (e a gente nem pode) menosprezar sua luta pelas próprias convicções e a vitória de milhares de estudantes escrevendo o que seus antepassados fizeram de forma velada.

jenner Mas meu amigo secreto não é Caitlyn Jenner, nem a redação do ENEM.

Durante as semanas no escritório, enquanto todos olhavam apenas para suas telas, ele olhava para o alto, fazendo um esforço para enxergar (bem) além do teto. Conseguiu: descobriu a promessa de vida, e começou a imaginar sua existência em uma nova realidade e, quem sabe, até um novo lar.

mars Mas meu amigo secreto não são as águas de março em Marte.

Ao explorar esses outros ângulos, ele causou uma reviravolta enorme: de novo, superou seus antepassados trocando o que vai à mesa pelo que cabe na mão, o tradicional pelo versátil. E agora está ditando o cenário e trazendo novas experiências.

technology Mas meu amigo secreto não é o mobile, muito menos o desktop.

Na verdade, nem saberia dizer se ele é meu amigo de verdade, apesar de ter estado comigo todo santo dia desde que chegou. Por mais que o nosso relacionamento tenha passado por maus bocados, persistência foi a palavra de ordem – afinal, foi só assim que eu pude enxergar suas outras nuances e tentar ser mais compreensivo.

Como dito no dia da sua chegada, sua saída já estava programada. Não me leve a mal, estou feliz que esse dia tenha chegado – depois de tropeços, abraços e surpresas, está na hora de seguir em frente.

Gostaria de chamar aqui o meu amigo secreto: venha cá, 2015.
Espero que goste do presente.

Na verdade, é apenas uma lembrança.