Quem não se planeja está deixando o caminho livre para falhas. Você não quer que isso aconteça com a sua empresa, certo? Então, um plano de marketing tem que estar entre as prioridades dela.

Para que seja possível contar com os resultados esperados em suas iniciativas comerciais, é necessário ter uma campanha de marketing eficaz. As ações planejadas e executadas serão responsáveis por atingir quem você quer transformar em cliente, fortalecer o nome da sua marca e conter o avanço dos concorrentes.

Um plano de marketing é uma ferramenta essencial para esse cenário porque reúne as informações mais importantes que ajudarão a decidir as ações implementadas. Sem ele, é como trabalhar no escuro e sem rumo. E você não quer isso para a sua empresa, certo?

O que é um plano de marketing?

Um plano de marketing é um documento que detalha todas as ações que serão conduzidas por uma marca durante determinado período. Também é o trabalho dele reunir o máximo de informações a respeito da empresa, o público que ela deseja atingir e o mercado em que está inserida. Afinal, esses dados serão utilizados no processo de decisão das iniciativas planejadas.

Tudo existe em função de um objetivo, que é aquilo que a marca quer conquistar. As ações destacadas no plano de marketing têm como intuito ajudá-la a alcançar essa meta utilizando os meios que ela tem à disposição. Para ter uma postura plenamente competitiva, é importante ter um conhecimento aprofundado sobre o próprio histórico e o cenário em que o mercado está inserido.

Além disso, o plano de marketing precisa ser acessível para todos os membros da equipe. Trata-se de uma documentação altamente estratégica para a condução das atividades comerciais e de marketing, portanto, não deve ficar restrita apenas a algumas pessoas.

Quais são os elementos essenciais de um plano de marketing?

Tendo em vista os benefícios de ter um bom planejamento, você precisa garantir que cada aspecto do seu plano de marketing tenha qualidade. São diversos elementos a serem considerados que exigem não só um pensamento altamente estratégico da sua parte como também um conhecimento aprofundado a respeito das particularidades da sua marca.

Veja a seguir tudo o que você deve incluir no seu plano de marketing para obter bons resultados:

1. Missão, valores e visão

Esses três elementos compõem um conjunto que precisa ser definido para integrar a identidade da sua marca e, claro, o seu plano de marketing.

A missão é a razão pela qual a empresa existe. A estratégia dela tem como intuito realizar sua missão de mercado. Serve para direcionar questionamentos sobre por quais caminhos seguir, as decisões que devem ser tomadas e quem são as pessoas que pretende impactar.

Os valores representam a motivação da empresa. Trata-se de um condicional que especifica a forma como ela trabalhará a sua missão em seu mercado.

Por fim, a visão serve como um retrato daquilo que a empresa deseja ser e enxerga como cenário ideal a ser atingido. Assim, é uma ideia que ajuda a estruturar as ações do seu plano de marketing.

2. Objetivos e metas

O seu plano de marketing deve ser orientado a um objetivo que sua empresa quer alcançar. Ele pode ser a curto, médio ou longo prazo, sendo que o mais importante é defini-lo antes de qualquer outra etapa. Afinal, todas as ideias e ações planejadas dependerão do que a marca pretende conquistar.

Além disso, você não pode se esquecer de estabelecer suas metas. Não basta ter objetivos, eles precisam ser mensuráveis para que seja possível avaliar o seu sucesso de forma indiscutível. Quer vender mais? Especifique a quantidade. Aumentar a sua visibilidade? Defina um indicador que reflita a exposição desejada.

3. Público-alvo

O perfil de audiência que a sua marca deseja alcançar com suas ações tem que estar especificado de maneira bem precisa no seu plano de marketing. Trata-se de mais um fator que pode transformar completamente a sua abordagem, além de ajudar a apontar os canais ideais em que sua empresa deverá atuar.

Não caia no erro de tentar atingir “o máximo de público possível”. É muito mais eficaz concentrar-se em um segmento que tem identificação com o seu produto e mais chances de fechar negócio. Você consegue economizar seus esforços e maximizar sua proporção de sucesso.

Pense em termos de personas. São representações fictícias de fatias significativas do seu público-alvo construídas como se fossem personagens. Devem ganhar nome, idade, profissão, objetivos, motivações, necessidades, entre outros. Dessa forma, fica muito mais fácil planejar suas ações e construir seu conteúdo tendo uma pessoa específica em mente.

4. Concorrentes

Considere os demais players do seu segmento, aqueles em disputa direta pelo mesmo público que você está tentando atingir. Tenha atenção especial às empresas que possuem produtos semelhantes aos seus e que têm posicionamentos equivalentes ao seu. Observe quais ações costumam ativar e quais resultados conquistam com elas.

O esforço de analisar a atuação dos seus concorrentes não deve parar na etapa do plano de marketing. É necessário ficar de olho no que eles estão fazendo de modo constante para sempre refinar a sua estratégia e não se surpreender com as investidas deles.

5. Cenários interno e externo

O momento que a sua empresa está vivendo é um elemento bastante importante que precisa ser considerado em seu plano de marketing. Além de servir para direcionar seus objetivos, ele ajuda você a tomar decisões mais estratégicas a respeito das escolhas feitas em seu planejamento. Por exemplo, se a marca está perdendo visibilidade, pode ser a hora de implementar campanhas focadas nesse indicador.

O cenário externo também tem que ser levado em consideração ao criar o seu plano de marketing. Não deixe de analisar os últimos eventos relevantes da sua área e fora dela, tendências econômicas e tecnológicas, questões sociais sendo discutidas, entre outros.

6. Estratégias e ações

Um plano de marketing não estaria completo sem o detalhamento das estratégias e ações que serão colocadas em prática. Depois de construir um documento robusto com as partes anteriores, chega a hora da conclusão em que você deverá descrever tudo o que será feito e como. Prefira pecar pelo excesso de detalhes, já que apostar no subentendido pode gerar falhas no seu processo.

Esse é o momento de levar em consideração os objetivos, metas, identidade e público-alvo da sua empresa para planejar as suas ações. Obtenha referências de qualidade ao analisar a atuação dos seus concorrentes e observar as movimentações do mercado. Utilize as informações captadas para escolher os canais e a abordagem de cada iniciativa planejada.

Como comprovar o sucesso do seu plano de marketing?

Depois de seguir as dicas acima e colocar em prática as ideias e ações do seu plano de marketing, o próximo passo envolve contar com os mecanismos certos para ter certeza de que você obteve sucesso com elas. O ideal é que você conte com meios objetivos para comprovar seu retorno, sem deixar margem para dúvidas sobre seus retornos.

Aí está um dos principais motivos para estabelecer metas mensuráveis em seu plano de marketing. Elas deverão apontar para seus KPIs (Key Performance Indicators, ou Indicadores-Chave de Desempenho), que são as métricas que demonstram o seu sucesso em relação aos seus objetivos. Além de checar os números, avalie a sua evolução ao longo do tempo por meio da comparação com resultados anteriores.

O plano de marketing da sua empresa precisa estar em plena transformação. Os passos acima devem ser seguidos continuamente para que você sempre conte com ideias novas que sejam alinhadas a tendências e oportunidades da sua área. Senão, você arrisca ter sua influência comprometida pelos seus concorrentes.

Banner para o download do ebook O que é Inbound Marketing

Banner para o download do ebook O que é Inbound Marketing