Resumindo: Quando o mais do mesmo funciona.

Se Woody Allen conhecesse Fernando Pessoa, faria uma paráfrase autobiográfica: “Tenho em mim todas as neuras do mundo”.

Pois é, o cineasta mais dramático (em todos os sentidos) de Hollywood é mestre em retratar as tragédias cotidianas. A acidez combinada à realidade ganha ares suportáveis – desejáveis, na verdade – quando encenada nas ruas deliciosamente retas de Nova York ou em capitais irresistivelmente charmosas da Europa.

E enquanto você ouve que a solução para o amor é se reinventar todos os dias, Woody Allen sempre se atém à sua fórmula mágica: miséria humana, comédia, repertório vasto e a mesma tipografia. Sim, o judeu favorito de Hollywood é convicto na sua escolha tipográfica, já percebeu?

woodyallen-windsor-typhography

A esmagadora maioria de toda a filmografia de Woody Allen apresenta a mesmíssima fonte nos créditos de abertura, com o mesmíssimo fundo preto. E ele mesmo dizia que 80% do sucesso consiste em comparecer – seria a fonte Windsor a responsável pelos 20% restantes?

Na verdade, talvez esses 20% venham de um dos hábitos de pessoas bem sucedidas: nunca deixar de tomar café de manhã, porque foi em uma manhã da década de 1970 que os acidentes musicais do jazz deram lugar a serifas incidentais. Ed Benguiat, que entendia muito bem dos dois e era amigo de Woody Allen, sugeriu a fonte Windsor como tipografia para o então lançamento Love and Death.

E há 40 anos, Allen toca o mesmo “jazz de uma fonte só”. É incrível como toda vez que o letreiro branco aparece ao fundo preto, dá pra sentir a mesma ansiedade de um encontro às cegas que vai render histórias pra contar – que era a mesma coisa que Gutemberg queria fazer: registrar histórias em série para que mais pessoas pudessem lê-las.

Foi assim que tudo começou:

Mas ao contrário da Blackletter sisuda e medieval, Eleisha Pechey criou um tipo quase sorrateiro, mas elegante a ponto de não arrastar suas serifas enquanto anda. Discreta e alongada, Windsor tem uma postura impecável e cantos arredondados dignos de uma musa causadora de suspiros platônicos.

Mas de gregos apenas os suspiros: Windsor faz parte dos tipos romanos, que estampavam as antigas edificações na Itália com uma legibilidade autoritária e refinada.

Rome_Pantheon_front

Panteão, Roma | Foto: WikiCommons
E talvez seja isso: Woody Allen já sabia que o único aspecto legível do amor é seu nome; o resto são neuras, delícias e serifas.